“A Influência da Leitura no Processo de Aprendizagem” Por Julio Augusto Veiga/ Educador de Matemática e Física

Como educador, lastimo muito a pouca importância que o hábito de ler, representa para grande parcela dos jovens nos dias de hoje. A linguagem compacta e cifrada, cheia de abreviaturas, presentes em redes sociais, fez com que a língua portuguesa tradicional, se tornasse cada vez mais distante dos alunos.

É assustador ver jovens chegando em pleno ensino médio, sem ao menos saber redigir um texto de forma razoável. Isso sem falar em horripilantes erros de ortografia básica.

Num mundo como o atual, em que a velocidade de informações processa-se de maneira muito rápida, o ato de sentar-se ou deitar-se com um livro na mão, a fim de desfrutar do prazer de uma boa leitura, parece ser coisa de séculos passados e um comportamento quase inimaginável em grande parte da juventude de nossos dias.

O contacto com bons livros é fundamental para uma educação de qualidade. E isso, tem-se início em casa, desde tenra idade. Caso os pais tenham o costume de ler, isso será passado às crianças de forma natural.

E pode-se perguntar: O que a leitura tem a ver com o ensino de ciências exatas, como física e matemática? Tem muito a ver.

Como professor, percebo uma imensa dificuldade nos alunos em expor o que não entenderam da disciplina. Na verdade, eles sabem o que não compreenderam na matemática envolvida, porém não conseguem verbalizar de maneira adequada. Isso, a meu ver, é devido à falta de leitura. Quem lê mais, fala e escreve melhor. Não há dúvidas quanto a isso.

Portanto, pais, desenvolvam o gosto pela leitura em seus filhos desde a infância. Distribuam livros pela casa, leiam com eles e para eles. Façam disso algo corriqueiro e diário. O processo de aprendizagem lá adiante, agradecerá.

modaestilo-1

Quer saber mais clique na imagem!

Deixe uma resposta