“Postura Correta para o Aprendizado em Sala de Aula”Por Julio Augusto Veiga/ Educador de matemática e física

Após os textos em que discuti a respeito das formas correta e incorreta dos pais auxiliarem seus filhos em relação aos estudos e aos deveres escolares, agora falarei do modo como o estudante deve se portar em sala de aula a fim de conseguir o máximo possível de aprendizado.

A sala de aula é um ambiente complexo, com muitas variáveis e na qual cada estudante tem seu ritmo próprio e tempo para um aprendizado de qualidade. Em relação a matemática e a física, há algumas considerações a se fazer.

As salas contêm uma grande quantidade de alunos e torna-se cada vez mais difícil para o professor proporcionar um atendimento específico para um estudante individualmente. Mesmo que ele queira, é praticamente impossível.

Portanto, a postura do jovem pode ajudar e muito a minorar dificuldades de aprendizagem. Na resolução de um exercício pelo professor no quadro negro, deve-se evitar copiar enquanto o mesmo está sendo resolvido. O aluno cai muito na tentação de querer copiar tudo, quase que como num acesso de ansiedade.

Prefira observar o passo a passo da resolução e caso haja dúvidas em alguma parte, pergunte imediatamente. É muito contraproducente se levar dúvidas para casa, pois elas vão se acumulando cada vez mais e quando se dá conta, toda a compreensão para o bom aprendizado foi prejudicada.

Muitos alunos também sentem vergonha de perguntar, pois sentem medo de fazerem questionamentos considerados bobos ou de fácil entendimento, na consideração dos demais. Isso pode provocar chacotas e intimidações. O professor deve intervir no sentido de evitá-las e em casos mais graves, a direção da escola deverá ser comunicada.

Adotando uma postura correta em sala de aula, o estudante pode se ajudar muito em relação ao sucesso no aprendizado. Caso haja muita dificuldade, um professor particular será um ótimo auxílio.

Julio Augusto Veiga

Quer saber mais e contato ?! Clique na imagem acima!

Deixe uma resposta