O grande vilão. Por Julio Augusto Veiga/ Educador Matemática- Física

Se você acha que a matemática e a física são bichos-de-sete-cabeças e algo incompreensível para a maioria dos mortais, você está equivocado!

Os números são parte constante no cotidiano de todas as pessoas e é praticamente impossível não lidar com eles pelo menos uma vez ao dia e todos os dias. Eles estão na lista do supermercado, na agenda de contatos do telefone celular, nos preços, taxas, ou seja, em tudo.

Fato é que a maioria das pessoas não tem problema ao manusear os números. É ao ingressar na escola que tudo acaba se complicando. A matemática e, posteriormente, a física, tornam-se os grandes vilões dos alunos e as responsáveis por muitas reprovações, tanto no ensino fundamental quanto no médio.

Muitos pais ficam desesperados ao verem o ano escolar de seus filhos naufragar, por causa dessas disciplinas e mais ainda, por não poderem ajudar em quase nada, pois nem sequer sabem como.

Entretanto, eu digo e reafirmo: essas matérias são perfeitamente compreensíveis se bem ministradas e contextualizadas no cotidiano dos alunos.

O grande vilão, na verdade, dessa estória é querer deixar para salvar e recuperar tudo num passe de mágica – todo um trabalho que não foi bem assimilado ao longo do ano escolar.

De pronto, é claro, um bom acompanhamento de um professor particular se faz necessário assim que o aluno começar a apresentar as primeiras dificuldades e entraves. Por isso, não espere e não deixe para depois! Entre em contato com um professor particular.

No entanto, saber acolher e trabalhar as dificuldades dos filhos no cotidiano é de suma importância para o fortalecimento do processo de aprendizado. Nesse sentido, estarei aqui para trazer algumas boas dicas para o sucesso nesse processo.

Até a próxima!

Julio Augusto Veiga

Quer saber mais e contato? clica na imagem e confira!

3 comentários em “O grande vilão. Por Julio Augusto Veiga/ Educador Matemática- Física

Deixe uma resposta