“Galinha, ovos, pintinhos ou omeletes? Mãe, de onde veio o ovo?”/Por Acenildes Uliani em “O mundo da Gigi”

Nossas crianças não cessam em nos surpreender constantemente!E em muitas vezes, ficamos “congelados” antes de responder não é mesmo?

Na maioria das perguntas, nem precisam de uma resposta completa , como imaginamos, não é necessário uma resposta elaborada ou apresentação de um TCC infantil!rs*Um sim ou não, sem muitas explicações, já as satisfaz, mas nós, adultos, temos uma certa mania de complicar néh?E é daí que nos “enrolamos” mais do que novelo de lã!

Apenas percebam que as crianças observam o mundo de um jeitinho diferente!Observam sem preconceitos, manias e malícias!O aprofundamento das perguntas variam muito, mas o que mais causa preocupações, são as perguntas relacionadas à sexualidade infantil entre outros.Aqui vai uma dica básica para qualquer tipo de pergunta que vocês julguem “embaraçosa”:

“Dê respostas verdadeiras e curtas! A verdade é sempre a melhor opção!”

Ou ainda, se você não conseguir ser o que chamamos: ”rápido no gatilho” para responder,seja ainda mais sincero, diga que não sabe e deixe claro que pesquisará e depois voltará com a resposta.Crianças precisam de respostas e se não as encontrarem junto das

pessoas próximas, como os pais, tios, avós e educadores, vão continuar perguntando por aí.

É necessário termos uma forte relação de confiança com nossas crianças e para fortalecer os laços , as respostas devem ser verdadeiras sempre!Essa é a melhor opção!

Óbvio que já vivi vários desses momentos com Gigi, onde tenho a impressão de que borbulham perguntas na cabeça!rs*.E foi assim que ocorreu:

Enquanto fazíamos a lição, Gigi, com uns 6 anos e meio, me pergunta:

– Mãe, de onde veio o ovo?

-A galinha que bota Gi.

E ela , insatisfeita com minha resposta, continua suas indagações vindas sei lá de onde!

-E o omelete de onde vem?

-Ele é feito com os ovos!

Ela continua:

-Então pintinho é feito de omelete mãe?

Tentando ser ainda mais simples, respirei fundo, buscando inspiração divina , pensei rapidamente na explicação e disse:

-Não Gigi, omelete é feito com ovos, quando a galinha bota os ovos, alguns ela fica chocando em cima e nascem os pintinhos , o dono do galinheiro tira e vende, não dá tempo de deixar os ovos bem quentinhos para nascerem os pintinhos e são com esses que fazemos os

omeletes , entendeu?( Sim…. dei uma resposta que era um tcc…kkk, nem acredito que respondi isso, mas quando percebi, já tinha respondido.)

Esperei a reação dela e tive!

Me olhou, meio que dizendo:

“Adultos!”

E tranquilamente me respondeu:

-Sim, claro que entendi mamãe, a gente come os pintinhos!

Minha filha filosofou além da minha imaginação e me deixou sem respostas, nem chance de réplica!Mas não dei prosseguimento ao assunto porque eu já estava me sentindo “enrolada por demais da conta!”Ela respondeu e voltou atenção para a lição que pintava, começou a música do Sítio do Pica-pau Amarelo e eu fui salva!Eu dei por encerrado o assunto, aliás, Gigi encerrou.E o dia prosseguiu sem omeletes por um tempo, até que fossem esquecidos!kkk

Encerro hoje, lembrando de uma frase de Içami Tiba :

“Os filhos são como navios,a maior segurança para os navios pode estar no porto, mas eles foram construídos para singrar os mares.”

Que nossos filhos saibam que estamos e estaremos sempre por perto , quando precisarem ou não!Nós, pais somos o porto seguro deles!Muita luz para você guiar seu filho!Um dia ele vai enfrentar os mares, mas saberá que tem para onde voltar! Beijos

modaestilo

O blog logo-transparente (1)   valoriza muito seus comentários, pois assim trocamos idéias, opiniões e informações. 🙂 Adoramos suas perguntas, sua participação!

 

1 comentário Adicione o seu

  1. Wander Uliani disse:

    Gigi e seus questionamentos que nos deixam sempre encantados com a pureza que há nas crianças!

Deixe uma resposta