Quero construir minha casa, por onde começo ? Por Bianca Candelaria/ Arquiteta

Olá, amigas! Vamos ao nosso bate papo da semana?

Sempre bate aquele frio na barriga após a decisão: vou construir minha casa, por onde começar ?

Sua amiga arquiteta já contou para vocês algumas coisas sobre o assunto em postagens anteriores. Falamos em como achar seu arquiteto, sobre o momento de contratar o profissional, lembram?… E se nos acompanhou e seguiu certinho minhas dicas, você já está com meio caminho andando. Não acompanhou ? Busque aqui embaixo as matérias anteriores, e se informe.

Bom, amigas, com o projeto de arquitetura em mãos e devidamente aprovado na prefeitura do seu Município, é hora de sair do papel.

Primeira dica: sempre que possível contrate o gerenciamento da obra do seu arquiteto. Este ponto é crucial para o bom andamento de todo o processo. Mas atenção, gerenciamento não é a mesma coisa de acompanhamento.

Acompanhamento de obra são visitas ocasionais na obra para tirar dúvidas técnicas. O arquiteto que acompanha a obra não tem responsabilidade sobre custo, prazo, mão de obra, ou tampouco fornecedores de serviços ou materiais.

Já o gerenciamento de obra, o arquiteto faz a gestão de todas as etapas até a entrega das chaves. É dele a responsabilidade por manter os custos sob controle, o CRONOGRAMA em dia, a mão de obra com qualidade, e os materiais entregues na especificação correta e no prazo adequado. Toda a responsabilidade é do profissional, cabendo ao cliente somente a melhor parte, escolher os revestimentos dentre os selecionados pelo arquiteto e pagar as faturas, é claro. Este é o melhor jeito de construir.

Joia, Bianca. Mas meus arquiteto não faz gerenciamento da obra, o que faço? Não se desespere! A primeira coisa é sempre buscar a boa e velha indicação. Pergunte aos seus amigos se eles já construíram, com quem e como foi a experiência. Busque profissionais também na internet. Lembram da dica dos 3 orçamentos? Pois então, para construir eu recomendo ao menos 5.

Com 5 orçamentos em mãos a dica é descarte o mais caro é o mais barato. Sobrarão 3 orçamentos. Dos finalistas pesquise o seguinte : Visite as obras já feitas de cada profissional, pesquise na internet o nome dele com o CPF ou CNPJ, há muita informação lá. Veja se não há processos judiciais envolvendo o profissional ou empresa. E use a nossa velha intuição para escolher o melhor profissional.

Após escolhido faça um contrato de prestação de serviços, determinando prazos, valores, responsabilidade legais e trabalhista. Multas e penalidades, forma de pagamento. Peça ajuda a um advogado para elaborar um contrato bem feito. Nunca comece uma obra sem contrato assinado e com firma reconhecida em cartório. É a sua garantia.

Gostou? Tem dúvidas? Escreva nos comentários, e até a próxima semana!!!!!

modaestilo (6)

2 comentários Adicione o seu

  1. Conceição Almeida disse:

    Ótima orientação . Não fazia a menor idéia dessas diferenças desses profissionais. Muito esclarecedor

  2. Nanda Crafts disse:

    Olha que bacana! Belas orientações Bianca. Construção é sempre coisa séria, um investimento que realmente precisa ser levado à sério desde a planta até a última pincelada de tinta. Obrigada pelas dicas!

Deixe uma resposta