Fazer-se amado pelos filhos. Por Rosana R.E Silveira/Coach Life

Amamos nossos filhos incondicionalmente. Engana-se que o amor de filho para pais é algo simples.

É uma construção diária de ambas as partes.

“Se você quiser construir um navio, não convoque homens para juntar madeira, dar ordens e dividir o trabalho. Antes, ensine-os a se apaixonar e desejar o eterno e distante mar”. (Antonie Saint-Exupéry)

Não pergunte ao seu filho se ele te ama, construa esta relação de amor no dia-a-dia.

Não apenas beijos e afagos alimentam este amor; regras, limites são fortes componentes constitutivos do amor dos filhos pelos pais.

É preciso estar com o filho, ouvir, se posicionar sem receio de perdê-lo.

É preciso contar sobre o seu dia para seu filho a fim de que perceba que você tem emoções, desafios e sentimentos que não estão apenas para ele.

Que você tem um entorno que convive, porém que nada é mais importante que o próprio filho.

Não basta falar; é necessário agir: participar da festa da escola, trazer os amigos para brincar em casa, criar momentos de lazer com ele que pode ser até cozinhar juntos ou andar de bicicleta, por exemplo.

Os filhos crescem e a oportunidade de demonstrar o amor que sente por eles não volta mais.

modaestilo

4 comentários Adicione o seu

  1. maria inez Grimaldi disse:

    Deu vontade de saber mais… 😊

  2. Acenildes Uliani disse:

    Amor…a base de tudo!

  3. Nanda Crafts disse:

    Muito interessante o conteúdo do seu post Rosana. Depois que me tornei mãe é que pude buscar me tornar uma filha melhor, pelo fato de poder compreender o papel de um pai, de uma mãe. Entender suas preocupações, suas formas de demonstrar amor que muitas vezes não precisam ser apresentadas com um “eu te amo” e sim nos pequenos gestos e palavras do dia a dia e eu não falo de beijinho pra cá e elogios para lá não, eu falo de compreensão, conselhos, diálogos, limites como foi dito no post e muito mais que vai além de tudo o que citei e que antes passava totalmente despercebido por mim quanto filha. Hoje enfrento o desafio que é ser mãe, como é desafiador educar sem ser tirana, amar sem ser cega aos erros e defeitos que precisam ser corrigidos. Uma hora o filho que tanto se ama vai precisar passar também pelas próprias experiências a fim de amadurecer e por mais que a mãe saiba o resultado da “investida” é preciso (às vezes) deixar, mesmo que com muita dor no coração. Apesar de tudo esse caminho de ser mãe é maravilhoso e sem dúvida uma grande forma de aprendizado e evolução pessoal.

    1. Ana Braga disse:

      Ser mãe e perceber que estamos formando um outro ser não é fácil minha querida. Mas com calma amor vamos nos polindo e orientando nossos filhos. O amor é tudo… Nanda

Deixe uma resposta